Acusado de agressão, saiba quem é o ex de Leticia Birkheuer

Por - 01/04/24

Letícia Birkheuer acusou Alexandre Furmanovich de agressão. Saiba quem é ele!

Aos 45 anos, Letícia Birkheuer usou as redes sociais no domingo, 31 de março, para denunciar uma agressão de seu ex-marido, Alexandre Furmanovich, de 39 anos.

A polêmica tomou conta das redes sociais com o forte desabafo da modelo. Ele e Letícia foram casados de 2011 a 2013 e tem um filho, João Guilherme, de 12 anos.

Primas de Gal Costa entram na justiça contra Wilma Petrillo

Alexandre é herdeiro de um designer de joias e é empresário, com uma forte participação ao lado de Silvia Furmanovich, sua mãe e dona da marca de luxo que leva seu nome. Cada peça pode chegar até o valor de 60 mil reais.

Receba as notícias de OFuxico no seu celular!

Separação

Segundo Furmanovich, em uma entrevista em 2013 para a Contigo, ele revelou que a decisão de terminar o matrimônio foi tomada por ele. Segundo ele, a prioridade sempre foi o filho:

“Tomei essa decisão há duas semanas. Partiu de mim. A prioridade é nosso filho ficar bem”.

Samara Felippo manda recado ao ex com fotos sensuais

Ele mostra nas suas redes sociais uma vida luxuosa: viagens, jantares, paisagens paradisíacas e muito mais. Na época, Letícia contou para a Caras que a separação a pegou despreparada, mesmo passando por uma crise com o joalheiro:

“Fui pega de surpresa. Meu marido saiu de casa, mas estávamos passando por uma crise, sim. Foi sofrido. Não queria sair de casa, mas tinha que ficar inteira por mim e pelo meu filho (na época, com 2 anos). Hoje, está tudo bem. Tudo se acerta aos poucos. Temos que ter paciência”.

Entenda a luta entre Gabriel e Wilma Petrillo

Sinais de fumaça

Antes da declaração de agressão nas redes sociais, Letícia contou em 2021, à coluna de Patrícia Kogut que a distância fez com que a relação de Alexandre e João tivesse complicações, mas a pandemia de Covid-19 ajudou a melhorar:

“O João tem o pai dele, mas, por causa da distância, vê menos, não tem como ser toda semana. Então, me responsabilizo mais pelas coisas dele. Por incrível que pareça, na pandemia isso melhorou. Como a aula estava sendo on-line, ele podia passar alguns dias com o pai sem prejudicar a escola. Foi ótimo, porque a convivência deles se intensificou. Na vida normal, não é fácil estar sozinha no Rio de Janeiro criando um filho. É reunião da escola, pediatra… Agora que tudo está voltando, como ainda não estou trabalhando, fico mais disponível.”.

Lizzo deixa carta preocupante em suas redes socias

A denúncia

Ela revelou que a agressão aconteceu durante o casamento, mas, após 10 anos, em um restaurante e já separada. A humilhação relatada por Letícia se somou ao fato dela se sentir insegura e resultou no forte desabafo:

“É verdade, sim, e eu fui, infelizmente, agredida num restaurante, num lugar público pelo pai do meu filho. É uma sensação muito ruim, muito triste isso ter acontecido. Eu tenho aqui falar com todas as mulheres, que já passaram e passam por isso, para dizer que não se cale. Denunciem, procurem ajuda. (…) Sinto-me insegura, vulnerável, o pai do meu filho é um empresário do setor de joias, dono de joalheria, e que se sente muito poderoso. Mas não posso baixar a cabeça. Resta-me confiar nas autoridades públicas e lutar para que a mulher seja respeitada pelo simples fato de ser mulher”.

Como Beyoncé virou alfineta para Ludmilla? Entenda!

Em formação no Jornalismo pela UMESP. Escreve sobre cultura pop, filmes, games, música, eventos e reality shows. Me encontre por aí nas redes: @eumuriloorocha