Kylie Jenner fica no fogo cruzado por causa de post sobre Israel

Por - 10/10/23

Kylie JennerKylie Jenner / Reprodução / Instagram /@kyliejenner

Kylie Jenner estava pronta para comemorar seus 400 milhões de seguidores no Instagram, sendo a primeira do clã Kardashian-Jenner a conquistar tantos fãs na plataforma, quando uma postagem polêmica fez com que ela perdesse milhares de fãs na rede social, voltando aos 399 milhões. A irmã de Kim Kardashian quis demonstrar seu apoio a Israel através da plataforma, mas foi duramente criticada, e acabou deletando o post.

Em resposta, seus fãs demonstraram pouca ou nenhuma simpatia pela empresária, criticando-a por se meter em assuntos que, para alguns deles, ela não entende nada.

“Por que celebridades como ela não podem ficar em silêncio se não sabem nada sobre a situação?”, escreveu um usuário em um comentário no Instagram.

“Bom, talvez isso a faça sentar e verificar os fatos antes de escolher um lado. Não, tenho muita esperança”, observou outro.

“Se você não conhece os fatos, não deveria comentar”, sugeriu uma pessoa.

Outro disse: “Eduque-se antes de postar algo político”.

Outro seguidor a defendeu: “Se ela apoiasse a Palestina, teria perdido mais. No entanto, acho que é uma situação muito complexa e as celebridades não deveriam falar sobre isso.”

A empresária de 26 anos foi chamada de “nojenta” pelos internautas por ser pró-Israel, embora suas melhores amigas, incluindo Gigi Hadid e Bella Hadid, defendam a Palestina há anos.

CONSCIENTIZAÇÃO

Bella Hadid não teme mostrar de que lado está. No ano passado a modelo compartilhou seu sentir sobre o assunto.

“Lágrimas em meus olhos vendo esta cena no meu caminho para o trabalho esta manhã… Todos os dias eu desejo poder voltar no tempo, para quando eu era criança, para que eu pudesse começar a lutar mais cedo pela Palestina, por minha família, por meus anciãos, nossa história e pelo o povo palestino que ainda vive, agora, sob esta ocupação traiçoeira, exaustiva e dolorosa.”

“Todos os dias eu desejo que pudéssemos ter cumprido os últimos desejos de Jido e Teta (vovô e vovó) de serem enterrados em sua terra natal, onde nasceram, cresceram e começaram sua família juntos”, escreveu Hadid.

“Os palestinos ainda hoje não têm o direito de retornar à Palestina.”

Citando o ex-primeiro-ministro israelense David Ben Gurion, que disse uma vez: “os velhos morrerão e os jovens esquecerão (a Palestina)”, Hadid prometeu: “Tenho uma promessa a fazer. Nunca permitirei que ninguém esqueça nossa bela Palestina ou nosso lindo povo.”

“Minha intenção é que minha verdade possa espelhar a verdade de outra pessoa. Quando eu tinha 14 anos, escrevi ‘Free Palestine’ na minha mão literalmente com flores pintadas. E eu estava sendo chamada de tantos nomes, e sendo imediatamente criticada como uma pessoa de ódio por outras pessoas”, relata.

Em 2017, Bella foi fotografada em um protesto da Palestina Livre em Londres. Ela participou de outro protesto em 2021 em Nova York.

---

Formada em Ciencias de la Comunicación (México), louca por gatos e fascinada com o mundo dos famosos. Feliz de ser parte do OFuxico desde 2000.