Diego Campagnolli mostra caracterização de Otho para Beetlejuice, o musical

Por - 22/02/24 às 15:04

Diego Campagnolli é Otho em Beetlejuice, o musicalDiego Campagnolli é Otho em Beetlejuice, o musical - Andy Santana/Brazil News

Nesta quinta-feira (22), estreia em São Paulo o maior sucesso de bilheteria do Rio de Janeiro de 2023: “Beetlejuice o musical”, da Broadway. O Teatro liberdade recebe a produção grandiosa da Touche Entretenimento e Diego Campagnolli é a grande novidade no elenco na temporada de São Paulo.

O ator passa a dar vida ao personagem Otho, o guru da sorte de Delia, vivida por Flávia Santana, esposa de Charles, personagem de Joaquim Lopes.

Diego Campagnolli com Joaquim Lopes e Thais Piza
Andy Santana/Brazil News

“Eu tive 7 dias de ensaios com o elenco que já sabia tudo. Não sou o único novo no pedaço, mas pegar coreografias, músicas e cenas em tão pouco tempo é uma maratona. Mas foi incrível o suporte de toda equipe e elenco, em especial Tadeu Aguiar nosso diretor, Lucas Pimenta, assistente de direção, Sueli Guerra, coreógrafa, Laura Visconti, diretora musical e, por último não menos importante, Renata Borges, produtora geral da Touche. Ela confiou em mim para essa aventura linda e louca no universo de Tim Burton e a quem sou muito grato pela oportunidade”, disse.

Diego Campagnolli se transformando em Otho
Reprodução/Instagram

Seu personagem Otho é um charlatão, o famoso “fake News”, mas Diego defende o personagem com unhas e dentes.

Diego Campagnolli é Otho em Beetlejuice, o musical
Andy Santana/Brazil News

“Sim, um guru fake. Mas ele é do bem, eu juro. Está sendo delicioso mergulhar nesse mar de loucuras e com a ferramenta que mais amo, o humor”, afirmou Diego, que revela estar sem dormir há 20 dias.

Carnaval antes de Beetlejuice

O ator emendou o Carnaval de Salvador aos ensaios do musical. Na Bahia, ele foi apresentador da folia, voltou para São Paulo direto para seu programa semanal cobrindo BBB24 e já emendou os ensaios.

“Dormir não era uma opção (risos). A voz e o corpo deram uma sentida por isso gritei pros meus suportes eternos: fonoaudióloga Ju Romano e otorrino Dr. Reinaldo Yasaki. Sem eles, meu preparador vocal Léo Cordoba e meu coreógrafo e professor de dança Adenis Vieira nada seria possível”, analisou Diego.

O ator ainda finalizou, falando da possibilidade de dividir palco com Eduardo Sterblitch. “Dividir cena com o Edu é bizarro de delicioso. Ele dá aula brincando, eu falo que quando eu crescer, quero ter a disposição dele. E olha que tenho disposição viu? (risos). Joaquim Lopes e Flávia são dois presentes que conheci agora e já quero para a vida. Nosso ‘trisal’ em cena é maravilhoso. Generosos demais. Universo foi certeiro dessa vez”.

Beetlejuice fica em cartaz de quarta a domingo até dia 28 de abril no Teatro Liberdade, em São Paulo.

---

Formado desde 2010, já passou pelas editorias de esporte e entretenimento em outros veículos do país e atualmente está no OFuxico. Produz matérias, reportagens, coberturas de eventos, apresenta lives e ainda faz vídeos curtos para as redes sociais


×