Meghan Markle e Príncipe Harry fazem viagem secreta, cercados por seguranças

Por - 29/09/23

Príncipe Harry, Meghan Markle de mãos dadas, sentados em um campoFoto: Reprodução TV / Netflix

Príncipe Harry e Meghan Markle resolveram esticar sua estadia na Europa, após participarem dos Jogos Invictus na Alemanha, e viajaram à Portugal em uma escapadela romântica de três dias para relaxar e curtirem o paradisíaco resort “CostaTerra Golf and Ocean Club”, em Melides, na companhia da prima de Harry e seu esposo, a Princesa Eugenie e Jack Brooksbank.

Segundo o jornal local “Nova Gente”, os dois chegaram à vila costeira de Melides, na região do Alentejo, numa operação “megasecreta”.

“Chegaram a Portugal sem os filhos e assim que desembarcaram foram direto para o Alentejo e mais precisamente para Melides”, revelou a publicação, contando que eles se hospedaram no resort, supostamente à convite de Eugenie.

“A princesa Eugenie, desde o início do ano passado, tem passado muito tempo nesta zona do Alentejo por causa do trabalho do marido”, disse uma fonte. Os duques de Sussex teriam deixado Portugal em 20 de setembro, quando voaram de volta para Los Angeles através de Londres.

“Acompanhados por dois guarda-costas, eles foram os últimos a embarcar no voo 501 da BA às 11h com destino ao Aeroporto Heathrow de Londres”, disse o jornal.

José Santos, presidente do Conselho de Turismo do Alentejo, confirmou ao jornal que o casal desfrutou de uma “curta estadia” no luxuoso resort.

DESISTINDO DE PROJETO

Meghan Markle teve a ideia de reviver seu podcast “Archetypes”, que ela apresentou no Spotify no ano passado, mesmo depois que a plataforma cancelou o acordo milionário de conteúdo entre ela e seu marido, o príncipe Harry. E embora ela tenha entrado com um pedido no Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos (USPTO) para proteger o nome do programa, na sexta-feira, 22 de setembro, soube-se que a petição havia sido retirada após uma batalha malsucedida de 17 meses.

Meghan e Harry tentaram reivindicar os direitos no nome “Arcchetypes” em áreas como “gravações de áudio e podcasts para download” e qualquer coisa que se enquadrasse na categoria de “tratamento cultural das mulheres e estereótipos que as mulheres enfrentam”.

Mas, 10 meses depois de apresentar o pedido, Meghan sofreu seu primeiro revés: o USPTO rejeitou a reclamação com base na “confusão” que poderia causar com “uma marca existente com o mesmo nome”. O nome já existia em outra empresa americana chamada Project Miracle IP Holdings, protocolada em maio de 2018.

A advogada de Meghan e Harry, Marjorie Witter Norman, do escritório Willkie, Farr and Gallagher, com sede em Los Angeles, solicitou novamente mais três meses para alterar o pedido, dando-lhes uma vigência até setembro, e argumentou que a fundação do casal, Archewell “discorda respeitosamente de que haja risco de confusão”.

Agora o jornal “Daily Mail” informou que o casal decidiu encerrar a batalha no mês passado, demonstrando que não tem mais interesse em seguir com esse plano.

---

Formada em Ciencias de la Comunicación (México), louca por gatos e fascinada com o mundo dos famosos. Feliz de ser parte do OFuxico desde 2000.