Terra e Paixão: Irene joga sujo e trai amante no tribunal

Por - 24/10/23 às 09:45

Irene em Terra e PaixãoIrene em Terra e Paixão - Reprodução/Globo

Aliar-se a alguém como a poderosa Irene La Selva (Gloria Pires) tem seus ônus e bônus, afinal, ela tem uma bela fonte de renda e pode dar todo o dinheiro necessário para absolutamente tudo. Mas, no final, ela luta por seus interesses frios e calculistas, independente do que as armações dela possam causar.

Nas próximas semanas, quem vai descobrir isso é Vinícius (Paulo Rocha) e focará surpreendido que o caso extraconjugal que eles têm não envolve ela ser culpada de qualquer que seja a ocasião. Seus golpes vão recair sempre sob seus cúmplices e capangas contratados para os seus serviços sujos.

O futuro das terras de Aline (Barbara Reis) começa a ser discutido não mais na boca a boca e sim nos tribunais. Com isso em mente, a megera vai ser acusada de estelionato junto com Vinicius, que foi quem deu os papéis para ela assinar e acabar doando ilegalmente as terras, com um papel que passava a escritura para o nome de Irene.

Aline fica chocada com sumiço de João (Globo)
Aline ganha batalha judicial contra Irene (Globo)

No seu depoimento, Irene vai se fazer de santa e jogar a culpa toda no seu comparsa:

“Quando apareceram essas terras com possibilidade de extração mineral, eu comprei de boa fé. Inclusive passei os documentos pro nosso advogado. E como não foi detectada nenhuma irregularidade, eu levei adiante a compra. Agora, se por acaso o geólogo Vinícius Carvana praticou algum golpe, algum ilícito, eu também fui enganada “.

Em choque, ele fica incrédulo com a traição de sua amante em pleno tribunal frente à juíza. Depois de ouvir as duas partes, o final da batalha judicial é desfavorável para a senhora La Selva, segundo as informações são do Resumo de Novelas On.

“Eu acolho o pedido formulado pela assistente de acusação e determino que os dois acusados –dona Irene La Selva e senhor Vinícius Carvana– se abstenham de ingressar ou explorar, por si ou por terceiros, as terras de propriedade da senhora Aline, que poderá retornar à posse que detinha antes da fraude identificada neste processo “, diz a magistrada.

Tags: ,,

Em formação no Jornalismo pela UMESP. Escreve sobre cultura pop, filmes, games, música, eventos e reality shows. Me encontre por aí nas redes: @eumuriloorocha


×